in , ,

Clientes podem ir se despedindo: Nova lei atinge o Ifood e proibição é confirmada na Globo: “Começou a valer”

A nova lei que impacta o iFood e traz uma proibição confirmada na Globo já está em vigor, e os clientes devem se preparar

Os clientes do iFood já tem que se preparar para mudanças, pois uma nova lei impactou diretamente o serviço de delivery. A proibição, que já está em vigor, traz implicações para o funcionamento de plataformas.

Novo benefício em 2023 e feriado nacional DECRETADO para 2024: 2 novas leis de Lula chegam como vitória

iFood. Foto: Reprodução/Internet
iFood. Foto: Reprodução/Internet

PROIBIÇÃO

Parece que a vida dos amantes de delivery mudando na Paraíba. O JPB2, da Globo, trouxe a notícia de que uma nova lei estadual já está em vigor, e os entregadores agora têm o direito de recusar entregas na porta dos apartamentos de condomínios.

A mudança visa proporcionar mais segurança tanto para os profissionais quanto para os consumidores.

“Já começou a valer a lei estadual que permite entregadores se recusarem a deixar encomendas na porta dos apartamentos de condomínios em toda a Paraíba. O Sindicato da categoria acredita que essa medida traz mais segurança aos profissionais e aos consumidores, também”, disse o âncora do JPB2.

De acordo com o g1, a proibição, que já está em vigor desde a publicação no Diário Oficial do Estado da Paraíba em 5 de dezembro, tem como autor o deputado Wilson Filho (Republicanos).

A preocupação com a segurança nas entregas em condomínios residenciais foi o principal argumento do deputado.

Ele ressaltou as situações desconfortáveis e, em alguns casos, perigosas, enfrentadas pelos entregadores ao serem solicitados a subir até a porta do apartamento ou adentrar espaços de uso comum nos condomínios.

A lei estabelece que os consumidores não podem mais exigir que os entregadores subam até a porta do apartamento ou entrem nos espaços comuns dos condomínios verticais.

As encomendas, quando pagas, devem ser entregues na portaria dos condomínios.

Além disso, as plataformas de delivery, como o iFood, são obrigadas a notificar claramente, nos aplicativos, sobre a impossibilidade de exigir a subida dos entregadores. O objetivo é esclarecer os consumidores sobre a nova regra.

A exceção fica por conta de uma situação direta de mediação entre o entregador e o consumidor, permitindo a subida até os apartamentos mediante gorjeta e acordo mútuo.

Para consumidores com mobilidade reduzida ou necessidades especiais, a decisão de entrar no condomínio para a entrega fica a critério dos entregadores. Em caso de recusa, o condomínio deve providenciar um funcionário para realizar a entrega.

“A partir de janeiro”: Bom Dia Brasil é paralisado com nova lei do cartão de crédito e bomba aos bancos

iFood. Foto: Reprodução/Internet
iFood. Foto: Reprodução/Internet

NOVA Lei tem martelo batido, isenta milhares de IPVA em 2024 e basta fazer cadastro ONLINE em 3 passos

Quanto dá para fazer no iFood por dia?

O valor que um entregador do iFood pode ganhar por dia varia com base em diversos fatores, incluindo a quantidade de pedidos realizados, a distância percorrida, a região de entrega e o tempo de espera entre pedidos.

De acordo com uma pesquisa do CEBRAP realizada em 2023, o ganho médio por hora para entregadores do iFood é de R$ 23.

The post Clientes podem ir se despedindo: Nova lei atinge o Ifood e proibição é confirmada na Globo: “Começou a valer” appeared first on TV Foco.

Adeus fila do INSS e grana garantida: 5 passos infalíveis pra conseguir aposentadoria em tempo recorde

Meia acima da média e +2: Renato Gaúcho lida com debandada no Grêmio e 3 nomes armam adeus em 2024